sábado, 9 de maio de 2009

Dicas para combater pragas de forma ecológica I

A maior parte das pragas atacam geralmente na primavera, período de fertilidade e de grande atividade na natureza. Elas causam vários estragos nas plantas, além de favorecer o surgimento de doenças, principalmente fúngicas. As pragas geralmente se tornam um problema mais sério quando há um desequilíbrio ecológico no sistema onde a planta está inserida. Outras situações que podem favorecer o seu surgimento são desequilíbrios térmicos, excesso ou escassez de água e insolação inadequada. O assunto é vastíssimo e aqui não daria para falar profundamente sobre isso. O que temos aqui são algumas dicas naturais de controle, que serão postadas ao longo do tempo, primeiramente trataremos dos:

Pulgões:

Podem ser pretos, marrons, cinzas e até verdes. Alojam-se nas folhas mais tenras, brotos e caules, sugando a seiva e deixando as folhas amareladas e enrugadas. Em grande quantidade podem debilitar demais a planta e até transmitir doenças perigosas. Os pulgões costumam atacar, principalmente, as plantas de hastes e folhas macias. Podem aparecer em qualquer época do ano, mas os períodos mais propícios são a primavera, o verão e o início do outono. Precisam ser controlados logo que notados, pois multiplicam-se com rapidez.
Dicas:
-As joaninhas são suas predadoras naturais;

-Um chumaço de algodão embebido em uma mistura de água e álcool em partes iguais ajuda a retirar os pulgões das folhas e isso pode ser feito semanalmente;

-Aplique Calda de Fumo ou Macerado de Urtiga;


Calda de fumo e sabão:

Ingredientes:10 cm de fumo de rolo50 g de sabão de coco ou neutro1 litro de água


Modo de fazer:Pique o fumo e o sabão em pedaços, junte a água e misture bem. Deixe curtir por cerca de 24 horas. Coe e pulverize as plantas atacadas.


Macerado de urtiga:

Ingredientes:11 litros de água100 g de folhas frescas de urtiga (use luvas para manusear a planta, pois ela causa irritações na pele).



Modo de fazer:Misture as folhas de urtiga em um litro de água. Deixe a infusão agir por 3 dias, mantendo-a em um local seco e à meia-sombra. Coe e dilua o extrato em 10 litros de água. Este preparado pode ser armazenado por alguns dias (em local seco e arejado) para pulverizações preventivas nas plantas a cada 15 dias.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...