segunda-feira, 14 de março de 2011

Albânia, o país das águias e dos produtos orgânicos

Albânia, “o país das águias”, é um dos menores países da Europa. Muito isolado durante a última década da era comunista sua economia estava próximo ao colapso quando o sistema comunista terminou em 1992. Os anos seguintes, marcadas por enormes turbulências políticas e econômicas, ocorreu um processo de distribuição de terras, que resultou na criação de 460.000 propriedades para agricultura familiar com uma dimensão média de menos de 1 hectare.
A década de 1990 também viu os primeiros passos da Albânia em direção à agricultura orgânica. Eles começaram com especialistas albaneses em viagem ao exterior para aprender sobre a agricultura orgânica e especialistas estrangeiros que entraram no país para instruir e dar palestras sobre temas como ecologia, meio ambiente e biodiversidade.
O efeito restritivo da infra-estrutura do país no desenvolvimento da agricultura orgânica foi equilibrado com as vantagens naturais da Albânia. Com favoráveis condições geográficas e climáticas - uma temperatura média anual de 16 ° C nas áreas costeiras, solo adequado e disponibilidade de água boa para irrigação – a Albânia teve uma base ideal para a agricultura orgânica prosperar.
Em 2001, um grande projeto foi iniciado. Financiado pelo governo suíço (SDC) e com conhecimentos técnicos e de gestão do FiBL (Instituto Suíço de Pesquisa em Agricultura Orgânica), o objetivo principal do projeto foi de apoiar o desenvolvimento rural através do melhor acesso ao mercado de produtos de alto valor.
Iniciativas técnicas de produção orgânica, com foco em vegetais, frutas, uva e produção de azeitona, foram desenvolvidas e divulgadas em todo o país. A produção de gado orgânico foi logo incluída no trabalho. Não demorou muito antes das primeiras ervas frescas e especiarias serem exportados para a Suíça, seguida da exportação de um azeite de alta qualidade em 2004. Ao mesmo tempo, o mercado local de produtos orgânicos foi também desenvolvido e apoiado, para que barracas nos mercados verdes em Tirana, capital da Albânia, começasse a vender uma pequena gama de produtos frescos e produtos orgânicos processados.




Fonte: http://www.organic.org.al/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...