sexta-feira, 18 de junho de 2010

Quinua Real & Qualidade de Vida


As proteínas de que o corpo precisa são compostas de 20 aminoácidos diferentes. Você pode fazer alguns deles a partir de outros aminoácidos, mas existem aminoácidos que não podem ser fabricados pelo corpo e que devem fazer parte da sua dieta. Estes são chamados aminoácidos essenciais.A QUINUA REAL, com 23% de proteínas, possui um balanço de aminoácidos excepcionalmente atrativo para a nutrição humana devido aos seus altos níveis de lisina e metionina. Conta com 20 aminoácidos, dos quais os 10 essenciais (Histidina Isoleucina,, Leucina, Lisina, Metionina, Fenilalanina, Treonina, Triptofano,Valina e Arginina).
De acordo com os resultados de algumas experiências, demonstrou-se que estas proteínas são mais favoráveis ao crescimento que as contidas no leite.O valor mais alto (95) corresponde ao do ovo, o que significa que a cada 100g de proteínas ingeridas, 95 são assimilados. Para a QUINUA REAL o índice de 75 é considerado alto se comparamos com a carne (60), o Leite (72), Trigo (60) e o Milho (44). Na QUINUA REAL, encontramos principalmente vitaminas A, B6, B1 e, em menores quantidades, as vitaminas E e C.
Rica em certos minerais, como o ferro (9,5 mg/100 g de Quinua), fósforo (286 mg/100 g de Quinua) e Cálcio (112 mg/100 g). No que diz respeito aos glucídios (hidratos de carbono), estes apresentam um valor entre 67% a 74%, essencialmente na forma de amido. Estes valores fazem da QUINUA REAL um alimento que oferece uma elevada (347 Kcal por 100g) reserva energética. A contribuição de proteína para o conteúdo de energia total da QUINUA REAL é 23%; 20% é de gordura e os restantes são de carboidratos. Sua qualidade nutricional é melhor que a da soja, com sais minerais e aminoácidos balanceados. Apesar de altamente protéicos, os grãos não possuem o glúten, proteína encontrada no trigo que impede muita gente alérgica de comer pão, macarrão ou biscoito.
A OMS (Organização Mundial de Saúde) considera a QUINUA REAL como alimento único por seu altíssimo valor nutricional. "Se tivesse que escolher um alimento para sobreviver escolheria a QUINUA" Duane Johnson, Universidade do Colorado. A QUINUA REAL considerada pela FAO e a OMS como alimento único por seu altísimo valor nutricional. Satisfaz o requerimento da maioria das vitaminas recomendadas pelo Comitte on Dierary Allowances (National Research Council,1989)
As sementes, que contêm 23% de proteína, valor superior ao encontrado na maioria dos cereais. Mais ainda, sua proteína, possui um balanço de aminoácidos excepcionalmente atrativo para a nutrição humana devido aos seus altos níveis de lisina e metionina Vitaminas em quantidades elevadas , tais como; B1 - B2 - B3 - B6 - C - E. Mais, cálcio, fósforo, ferro e magnésio que os outros cereais
Ë rica em certos minerais, como o ferro (9,5 mg/100 g de Quinua), fósforo (286 mg/100 g de Quinua) e o Cálcio (112 mg/100 g). O importante é o valor biológico destas proteínas. Este índice se define pela presença dos distintos aminoácidos que permitem construir as proteínas, que são utilizadas pelo organismo. O valor mais alto (95) corresponde ao Ovo o que significa que cada 100g de proteínas ingeridas, 95 são assimilados.
Para a QUINUA o índice é de 75, considerado alto se comparamos com a carne (60), o Leite (72), Trigo (60) e o Milho (44). Conta com 21 aminoácidos (precursores das proteínas necessárias para um melhor rendimento e elasticidade das fibras musculares., na recuperação de tecidos e células e na produção de hormônios e enzimas) dos quais os 10 essenciais (Histidina Isoleucina,, Leucina, Lisina, Metionina, Fenilalanina, Treonina, Triptofano,Valina e Arginina) que o organismo humano não é capaz de sintetizar por si próprio.A explicação deste elevado valor biológico tem a ver com sua equilibrada composição de aminoácidos essenciais a Os cereais clássicos tem carências de Lisina, Metionina e Cistína, ponto forte da QUINUA
A contribuição de proteína para o conteúdo de energia total da farinha de semente de Quinua é 23%; 20% é de gordura e os restantes são de carboidratos. A contribuição feita pela proteína para o valor energético de dietas mais bem balançadas está geralmente entre 10 e 15% da energia total , e raramente é maior que 20%. A porcentagem de energia liberada pelo ácido linoléico nas sementes de Quinua é 10%, que a mais alta que o recomendado pela Academia Americana de Pediatria , que recomenda para alimentos infantis o conteúdo de no mínimo 2,7% de energia na forma de ácido linoléico (National Research Council,1989). O alto valor calórico registrado (434,6 Kcal/100g) indica uma energia potencial armazenada nos cereais como proteínas,carboidratos e gorduras. O valor calórico encontrado para a Quinua é o mais alto entre todos os cereais .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...