domingo, 6 de setembro de 2009

Compostagem é a melhor solução para lixo orgânico residencial


Em se tratando de reciclagem, muitos de nós sabemos que destino dar a embalagens como latas, plásticos, vidros e papéis. Após separarados, os mesmos são coletados pelo sistema de coleta seletiva da Comlurb (nos bairros que contam com o serviço) ou mesmo podem ser levados a postos de recebimento de produtos recicláveis espalhados pela cidade, como os encontrados em alguns supermercados da rede Extra e Pão de Açucar.
Mas o que fazer com os resíduos orgânicos, como restos de comida e cascas de frutas e verduras, que quase sempre vão parar na lixeira comum ? A maneira mais interessante de se utilizar resíduos orgânicos é por meio da compostagem. A compostagem é um processo natural de decomposição de materiais orgânicos pela ação de microorganismos, cujo produto final é o "húmus", um adubo natural de ótima qualidade para plantas. A técnica pode ser feita com o uso de uma caixa apropriada, mesmo dentro de ambientes pequenos, como apartamentos, e é defendida por ambientalistas.
A fim de disseminar a utilização da compostagem entre os cidadãos e, ao mesmo tempo, desmitificar a idéia de que é necessária uma área grande para colocar o processo em prática, a Recicloteca; um centro de informação sobre meio ambiente e reciclagem; produziu um vídeo para ensinar como fazer um composto dentro de um apartamento. De acordo com a consultora ambiental Tais Queiroz, que trabalha na Recicloteca, a compostagem é a solução ideal quando as cascas de frutas e verduras estão muito machucadas ou estragadas a ponto de não mais serem aproveitadas. "É muito fácil criar uma caixa composteira.
Com uma caixa organizadora, alguns potes de sorvete, borras de café e restos de alimentos é possível criar um composto que, num período de dois meses, vai se transformar em um ótimo adubo para plantas de vasos ou de jardim.", explica a consultora. Para Tais, o principal motivo de muitas pessoas não realizarem a compostagem é a falta de conhecimento sobre a praticidade do processo. Ela diz que muitas pessoas têm a idéia equivocada de que a caixa poderia causar mal cheiro ou atrair de insetos ou ratos. "Não dá cheiro ruim. A borra de café ajuda a evitar o cheiro. Nos primeiros dias, aparecem uns mosquitinhos, que são aqueles que normalmente dão em frutas que estão ficando estragadas, mas, depois de alguns dias, passa.
Até porque a caixa fica fechada, com apenas alguns furos para que o composto possa respirar.", garante. Já a consultora socioambiental Pólita Gonçalves enfatiza os benefícios que a separação adequada do lixo e o uso das composteiras trazem para o Poder Público e para os próprios cidadãos. "Quando a pessoa diminui os materiais tóxicos dos aterros sanitários, ela otimiza a gestão dos resíduos da cidade, com o prolongamento da vida útil desses aterros e com a redução dos gastos públicos. É importante lembrar que somos nós que pagamos por essa gestão", afirmou Pólita. Para construir uma composteira em casa não é preciso muito espaço.
De acordo com especialistas, uma pequena caixa de composto pode ser montada num espaço inferior a um metro quadrado. O composto também não precisa de sol, bastando uma área de sombra que seja arejada. Qualquer resto de frutas ou verduras pode ser utilizado. No caso de comida comum, as exceções ficam por conta de resíduos de origem animal, bem como os que contenham açúcar, sal ou óleo de cozinha.

Veja no video como fazer compostagem em apartamento:

video

Fonte:Recicloteca

Um comentário:

  1. Sim. Gostei muito,mas tenho duvidas quanto a como fazer se todos os dias eu tenho residuos de cascas de verduras, frutas, ovos, etc.A cada dia, devo começcar uma nova caixa?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...