sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Resposta do Organic Center ao Estudo da FSA


No dia 29 de julho, a Food Standards Agency (FSA) (Agência de Padrões Alimentares) divulgou um estudo que examinou artigos publicados nos últimos 50 anos sobre o conteúdo nutricional e diferenças na saúde na comparação entre alimentos orgânicos e convencionais. Gill Fine, diretora da FSA para assuntos relativos à escolha do consumidor e saúde alimentar, insistiu que a agência "apóia a escolha do consumidor e não é nem a favor nem contra a alimentação orgânica"."Este estudo não quer dizer que as pessoas não devam comer alimentos orgânicos. O que o estudo mostra é que existe pouca ou nenhuma diferença nutricional entre alimentos produzidos de forma orgânica ou convencional, e que não há evidência de benefícios adicionais à saúde oriundos do fato de se comer alimentos orgânicos," Fine disse.
Os comentários da FSA provocaram uma resposta previsivelmente feroz da Soil Association (Associação do Solo), um dos órgãos que certificam alimentos orgânicos no Reino Unido. Peter Melchett, o diretor de políticas da associação, disse que estava "decepcionado" com as conclusões do estudo. "Existem estudos limitados disponíveis sobre os benefícios à saúde dos alimentos orgânicos contra os não orgânicos. Sem pesquisa longitudinal e em grande escala, é difícil chegar a conclusões claras e abrangentes sobre esta questão, o que foi reconhecido pelos autores do exame da FSA."
No mesmo dia The Organic Center publicou uma resposta rebatendo diversas afirmações que constam do referido artigo da FSA.Os autores desta resposta do Organic Center afimam que "No seu relatório escrito, a equipe londrina diminuiu a importância de conclusões positivas a favor dos alimentos orgânicos"

Clique aqui para ler a tradução da resposta do Organic Center elaborado pelo Planeta Orgânico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...