quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Cosan descarta inseticidas e utiliza tecnologia limpa para combater pragas

A Cosan, maior grupo sucroenergético do País, foi pioneira no setor ao utilizar o controle biológico para combater, sem o uso de defensivos agrícolas, as principais pragas que afetam a produção e a qualidade da cana-de-açúcar. A companhia criou, em 1973, o primeiro laboratório particular de controle biológico do Brasil e, atualmente, conta com oito unidades, localizadas nos estados de São Paulo e Goiás, que distribuem a tecnologia para as usinas do grupo. Cinco laboratórios produzem, mensalmente, cerca de 130 milhões de vespas Cotesia flavipes, que combatem a larva broca da cana (Diatraea saccharalis), uma das pragas mais comuns desta cultura.Dos outros três saem 13 toneladas de esporos do fungo Metharizium anisoplea, que controla naturalmente a cigarrinha-da-raiz (Mahanarva fimbriolata), outra ameaça à lavoura. O monitoramento das praga é realizado em todo o canavial, sendo que a aplicação do controle biológico é feita por meio de equipamentos terrestres e aéreos nas áreas em que a infestação pode causar prejuízos significativos para a plantação. Os equipamentos são operados por funcionários qualificados e a aplicação não representa riscos para os colaboradores e para o meio ambiente.
A Cotesia e o Metharizium liberados nos canaviais não prejudicam a biodiversidade do solo e ficam restritos à área aplicada. Esta alternativa também não deixa resíduos tóxicos, o que torna o controle ainda mais sustentável. "O grande trunfo do controle biológico é a garantia da eficácia no combate das pragas alvo, alinhada com o equilíbrio ambiental", afirma o gerente coorporativo Agrícola, Cássio Paggiaro.
Outro grande benefício é a viabilidade econômica da ação, com diminuição considerável de custo. "Comparando a utilização de defensivos agrícolas, o controle biológico representa um ganho de 35% para a companhia", complementa o gerente corporativo Agrícola, Cássio Paggiaro. Certificados pela ISO 9001, os laboratórios trabalham alinhados com os mais avançados institutos de tecnologia do país, como Embrapa, Esalq e Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), tendo como foco a responsabilidade ambiental em todos os processos da companhia.

Fonte:Máquina da Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...