quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Cooperativa rondoniense certifica café para exportação

A Coocaram (Cooperativa dos Produtores Rurais Orgânicos para Ajuda Mútua) obteve junto à Ecocert Brasil, com sede em Santa Rosa de Lima (SC), certificação do café robusta produzido por 47 das 316 propriedades na região central de Rondônia. O documento foi obtido na segunda quinzena de outubro. A informação é do gerente de comercialização da organização, Leandro Dias Martins. A conquista da Coocaram teve o apoio do Sebrae em todo o processo de certificação, disponibilizando meios para a atuação da certificadora.Apontada como a maior do gênero na agricultura familiar em Rondônia, a Coocaram tanto desenvolve como também apóia processos de produção agroecológicos, bem como as negociações do comércio justo.
Embora tenha ocorrido recentemente, a certificação consolida a atuação da cooperativa ao longo de mais de 15 anos, selando como organicamente certificada uma produção estimada de 376, 45, “produção que pode dobrar em 2011”, informa Dias Martins.Ele informa também que a produção atual é destinada ao comércio exterior, principalmente mercados da Itália e da Alemanha. Também foram certificados pela Ecocert Brasil como produtos ecologicamente corretos o guaraná e o cupuaçu in natura.“Atualmente a preocupação da Cocaram é com o mercado externo.
Quanto ao local, estamos iniciando campanha de conscientização sobre a importância de se consumir um produto organicamente certificado. Isso dá ao consumidor a certeza de estar comprando um produto de procedência, que garante a saúde e, principalmente, livre da aplicação de agrotóxicos”, afirma Martins.De acordo com o cooperado, “a certificação dos produtos agroecológicos agrega valor a eles, o que garante aos produtores melhor preço, além de capacitá-los a atender a um mercado mais exigente”.
“O apoio do Sebrae possibilita a utilização de tecnologias e processos adequados à produção orgânica, e consolida a iniciativa de promover a inserção das micro e pequenas empresas em mercados especializados”, diz Desóstenes Marcos do Nascimento, gerente da Unidade de Atendimento Coletivo do Sebrae/RO. Segundo ele, “principalmente internacionais, os quais demandam por produtos de qualidade, além de proporcionar uma melhor remuneração”.


Fonte:http://www.rondoniaovivo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...