quinta-feira, 31 de julho de 2014

Com maior demanda de São Paulo setor de orgânicos cresce

"Em vista de uma demanda crescente para o segmento, fizemos o São Paulo Orgânico. Já formamos 231 técnicos que podem ser multiplicadores, disponibilizamos dinheiro para financiar o período de transição, com pagamento em até sete anos e quatro anos de carência. Financiamos a certificação e atualmente temos mais 400 produtos entre naturais, processados e biojóias, como capim dourado, que também se enquadram no setor", explica Mônika Bergamaschi. O programa conta com subsídio de até R$ 200 mil por produtor rural pessoa física ou jurídica e até R$ 500 mil por cooperativa ou associação de produtores.De acordo com a secretária, o fator mais recorrente no estado é a transição de produtores convencionais para agroecológicos e não o surgimento de novos agricultores que já iniciam suas atividades voltadas a este segmento.Sendo assim, o período mais preocupante é aquele em que o produtor está se adaptando às normas de certificação - produção sem uso de agrotóxicos, porém, sem a rentabilidade do orgânico. "Não basta querer, tem que fazer bem feito. O que não cabe mais na agricultura é amadorismo, por isso as exigências e, em contrapartida, o financiamento".Para participar do programa, os produtores devem estar enquadrados como beneficiários do Feap/ Banagro, bem como suas associações e cooperativas. É preciso apresentar um plano de manejo orgânico que busque o selo de certificação. Este projeto deve ser validado pelo Organismo de Avaliação de Conformidade (OAC), Organismo Participativo de Avaliação de Conformidade (Opac) ou pela Comissão Técnica de Agricultura Ecológica e Periurbana da secretaria da Agricultura."Uma determinação do ministério [da Agricultura] diz que os produtos agroecológicos teriam que ser oriundos de sementes orgânicas desde o ano passado. Como não foi possível desenvolver a maioria das sementes, postergaram o prazo. Nos antecipamos e, em junho, lançamos a primeira semente de milho orgânica", diz.Segundo Mônika, a semente de milho de pipoca já está em processo de certificação e deve ser lançada em breve.O Levantamento Censitário das Unidades de Produção (Lupa) está sendo atualizado para que a secretaria divulgue dados concretos sobre a proporção do segmento em São Paulo.
Fonte:DCI

Universidade Inglesa realiza estudo que aponta que alimentos orgânicos contêm mais antioxidantes

A demanda por orgânicos é, em parte, impulsionada pela percepção dos consumidores de que esses alimentos são mais nutritivos que os produzidos de forma convencional, apesar de não haver consenso científico a respeito.Mas um novo estudo sugere uma diferença clara entre os dois processos: o de que cultivos orgânicos possuem maior concentração de compostos antioxidantes.Segundo a pesquisa, produzida pela Universidade de Newcastle, no Reino Unido, o nível de antioxidantes nos alimentos produzidos sem pesticidas sintéticos é 19% a 69% maior que nos cultivos que usam agrotóxicos.É uma diferença significativa em se tratado de compostos comumente associados a riscos reduzido de doenças crônicas, incluindo as neurodegenerativas e cardiovasculares, e certos tipos de câncer.A explicação é de que os cultivos produzem mais antioxidantes como defesa natural contra pragas, e o uso de agrotóxicos, portanto, inibiria a concentração desses compostos.Os pesquisadores sugerem que os maiores níveis de antioxidantes equivalem à quantidade presente em uma ou duas das cinco porções de frutas e vegetais recomendadas para o consumo diário.Outra constatação é de que a frequência de ocorrência de resíduos de pesticidas e a quantidade se mostrou quatro vezes maior em culturas convencionais.Essas culturas convencionais também continham concentrações significativamente mais elevadas de cádmio, um metal tóxico. Na agricultura, uma fonte direta de contaminação pelo cádmio é a utilização de fertilizantes fosfatados.Os resultados são baseados em uma análise de 343 estudos revisados por especialistas de todo o mundo e que analisam as diferenças entre alimentos orgânicos e convencionais, como legumes, frutas e cereais.
Fonte:Exame.com 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...