domingo, 27 de maio de 2012

Empresa busca BNDES para expandir plantação de orgânicos

Existem atualmente no mundo, de acordo com a UNCTAD, órgão das Nações Unidas para Comércio e Desenvolvimento, cerca de dois milhões de agricultores orgânicos certificados - 80% deles de países em desenvolvimento. Além disso, essas nações representam 73% das terras certificadas para a apicultura orgânica e a coleta de produtos vegetais cultivados no estado selvagem. Às vésperas da Rio+20, Conferência da Organização das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que tem o apoio do Sebrae, o governo brasileiro prepara uma política nacional de agroecologia e produção orgânica. Até 2014, a meta é ampliar para 300 mil o número de famílias envolvidas na fabricação de produtos agroecológicos e incentivar o consumo desses itens pela população. 
O incentivo à produção orgânica é um dos fatores que motivou o empresário Paulo Savino, do Rio de Janeiro, a entrar com um pedido de empréstimo de R$ 5 milhões no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), por meio do Banco do Brasil, para triplicar a plantação de tofu de sua pequena empresa e dobrar o número de funcionários. “Nossa produção de 2.500 unidades por dia está no limite. Temos pedidos de redes de supermercado que querem ampliar a distribuição para outros estados, mas não conseguimos atender. Precisamos desse financiamento do BNDES para crescer”, disse Savino, que participa, com o apoio do Sebrae, da Bio Fair Brazil 2012 – 8ª Feira de Produtos Orgânicos e Agroecologia, que termina neste domingo (27), em São Paulo. 
O evento reúne cerca de 250 expositores com produtos que vão desde roupas produzidas em algodão cru até cachaça, sucos e geleias.O empresário Paulo Savino espera que o financiamento saia até o final de maio para começar, em junho, a ampliação da fábrica, que fica em Guaratiba. A Ecobras produz também hamburgueres de tofu assados, sobremesas de chocolate (feitos com leite de soja), e pastas de tofu cottage. A empresa, que surgiu há 15 anos, já nasceu com preocupação ambiental. Tem uma estação de tratamento de efluentes, em que a água devolvida para a natureza possui 97% de potabilidade. Além disso, faz compensação de CO2 por meio do replantio de árvores. “Nossos funcionários recebem mensalmente uma cesta de produtos orgânicos e uma cesta de produtos de limpeza”, diz o empresário carioca. 
A iniciativa sustentável rendeu a Ecobras alguns prêmios, entre eles o selo Carbon Free, da Green Iniative, uma organização não governamental paulistana e o Prêmio do Projeto Rio Inovação, concedido pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro (Faperj) e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). 


 Fonte: http://www.tosabendo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...