sábado, 11 de fevereiro de 2012

Lançada novas regras da União Européia para o vinho orgânico

Novas regras da União Européia para "vinho orgânico" foram acordadas no Comitê Permanente da Agricultura Biológica (SCOF), e será publicado no Jornal Oficial nas próximas semanas. Com o novo regulamento, que será aplicável a partir da safra 2012, os viticultores orgânicos serão autorizados a usar o termo"vinho orgânico" em seus rótulos. Os rótulos também devem mostrar a logo UE-orgânico e o número de código da sua certificadora, e devem respeitar as regras de rotulagem de vinho. Apesar de já existirem regras para "vinho feito de uvas orgânicas", estes não se referirem práticas de vinificação.
O vinho é o único setor que não está totalmente coberto pelas regras da UE em matéria de normas de agricultura orgânica no âmbito do Regulamento 834/2007.Após a votação na SCOF, o comissário da UE para a Agricultura e Desenvolvimento Rural Dacian Ciolos, declarou: "Estou muito contente que finalmente se chegou a um acordo sobre este dossier, era importante estabelecer regras harmonizadas que garantam uma oferta clara para os consumidores que estão mais e mais interessados em produtos orgânicos. Apraz-me que temos agora regras que fazem uma clara diferença entre o vinho convencional e orgânica - como é o caso de outros produtos orgânicos. Como resultado, os consumidores podem ter certeza de que qualquer "vinho orgânico" terá sido produzido usando regras mais estritas de produção.
"As novas normas têm a vantagem da transparência e um melhor reconhecimento do consumidor. Ela não só ajudará a facilitar o mercado interno, mas também irá reforçar a posição dos vinhos orgânicos da UE a nível internacional, uma vez que muitos países que produzem (EUA, Chile, Austrália, África do Sul) já estabeleceram padrões para os vinhos orgânicos. Com esta legislação, a agricultura orgânica da União Européia agora está completa e abrange todos os produtos agrícolas. O novo regulamento estabelece um subconjunto de práticas enológicas e substâncias para os vinhos orgânicos definidos no âmbito do Regulamento 606/2009 da Organização Comum do Mercado do Vinho (OCM). Por exemplo, o ácido sórbico e os dessulfurizadores não serão permitidos e o nível dos sulfitos no vinho orgânico deve ser de pelo menos 30 - 50 mg por litro, inferior do que o seu equivalente convencional (dependendo do teor de açúcar residual). Para além destas práticas enológicas ",o vinho orgânico" deve também, naturalmente, ser produzido com uvas orgânicas - como definido nos termos do Regulamento 834/2007.


Fone: http://europa.eu/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...