domingo, 6 de fevereiro de 2011

Prefeitura de São Luís vai estimular a produção de alimentos orgânicos

A prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), em parceria com o Ministério da Agricultura, vai incentivar a produção de alimentos orgânicos, entre os agricultores familiares da zona rural do município. Atualmente, os produtos de origem orgânica, além de agregar valor à produção familiar, disputam a preferência dos consumidores mais conscientes, nas feiras e supermercados, por serem produzidos de forma natural, sem o uso de adubo químico, fertilizantes e agrotóxicos.A produção de alimentos orgânicos vem crescendo no mundo todo e já apresenta números significativos no mercado consumidor brasileiro.
Já podemos encontrar, nas prateleiras dos supermercados, produtos ostentando o selo de orgânico, competindo com os produtos produzidos de forma convencional, apresentando diferenças no preço final.Para dar uma partida oficial ao programa de produção de alimentos de origem orgânica no município de São Luís, através da agricultura familiar, a Semapa vai realizar, no mês de junho, a I Semana de Alimentos Orgânicos. Nessa oportunidade, a Secretaria vai apresentar aos fiscais do Ministério da Agricultura um levantamento recente de toda área rural de São Luís, que apresente condições de iniciar e manter uma produção de alimentos orgânicos, de maneira sistemática.
O levantamento levará em considerando o nível de capacitação e organização dos agricultores familiares orientados pelos técnicos da Semapa, para produzirem hortifrutigranjeiros com alta produtividade, no sistema convencional. Os fiscais do Ministério da Agricultura vão fazer um planejamento dos meios necessários para realizar palestras e promover orientações sobre as vantagens de produzir alimentos hortifrutigranjeiros orgânicos, técnicas de produção e comercialização e mercado consumidor.

Produção

Segundo o titular da Semapa, Júlio França, não é mais admissível que nós continuemos a produzir alimentos na ilha de São Luís, sem observar, rigorosamente, as características naturais do nosso ecossistema. “São Luís é uma ilha, e como tal, possui características naturais especiais e próprias que devem ser respeitadas e preservadas na hora de exercermos qualquer atividade que altere as características do meio ambiente, como é o caso da produção hortifrutigranjeira. A produção deve estar em harmonia com a nossa natureza,” disse.
Júlio França reforçou a intenção da Secretaria e disse que o objetivo não é somente preparar o agricultor familiar para uma produção de qualidade, sem agrotóxico, e sim prepará-lo para a venda do produto final, nas feiras e mercados, com maior rentabilidade possível. Para completar, afirmou ainda que “a I Semana dos Alimentos Orgânicos pretende ser um marco dentro de uma campanha ininterrupta voltada ao esclarecimento da sociedade, mais especificamente, o consumidor urbano sobre o que é de fato é um alimento orgânico, seus benefícios e vantagens.
Para Walber Silva, fiscal federal agropecuário da divisão de política, produção e desenvolvimento do Ministério da Agricultura, promover o produto orgânico é uma maneira de incentivar também boas práticas no campo. “A nossa campanha procura clarear algumas dúvidas que a população possa ter sobre os orgânicos e transformar o consumidor urbano num aliado dos produtores”.Durante a I Semana dos Alimentos Orgânicos, serão distribuídos folders, adesivos e materiais publicitários com o objetivo de aproximar o consumidor do produto orgânico.



Fonte: http://www.jornalpequeno.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...