quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Cozinha consciente


O hábito de cozinhar merece atenção especial de quem está preocupado com a sustentabilidade. Conhecer o impacto que a produção dos alimentos causa ao ambiente é essencial antes de ir às compras e escolher o cardápio da próxima refeição.Preocupado com os malefícios que a rotina na cozinha causa, o chef Raffa Leal pensa em tudo. Os ingredientes escolhidos são os que menos agridem a natureza – do plantio e da criação até o transporte –, e o descarte de resíduos é reduzido ao máximo.– A ideia da gastronomia sustentável é ressaltar o sabor de cada alimento, preservando os nutrientes e sem prejudicar o planeta – explica.
Os produtos orgânicos são uma boa pedida. A eliminação do uso de agrotóxicos é uma das maiores vantagens do cultivo. Além de poupar o solo e a água da contaminação por defensivos químicos, a saúde de quem consome também é favorecida.– Os alimentos orgânicos retêm menos umidade do que os da agricultura tradicional, o que aumenta a concentração de nutrientes – explica a nutricionista Signorá Konrad.Outro vilão é a carne. Cerca de 18% do aquecimento global são causados pela criação de gado, de acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU).
Esse número dá à pecuária uma responsabilidade maior que a do setor de transportes no aumento da temperatura. O esterco libera gases como o óxido nitroso, com poder para aquecer o planeta 296 vezes maior que o dióxido de carbono – considerado o principal gás causador do efeito estufa. O aumento dos rebanhos também reduz a área de florestas para dar lugar a pastagens.Mas não se pode dar à agricultura e à pecuária toda a responsabilidade. As escolhas que o consumidor faz na prateleira do supermercado têm um papel decisivo.
Optar por orgânicos e reduzir o consumo de carne é um começo, mas é preciso ir além.– Todos os ingredientes levados para dentro de casa devem ser pensados, desde o modo como foram produzidos até o destino que será dado aos resíduos – alerta Raffa Leal.Outro ponto importante é a redução dos produtos industrializados, que produzem mais lixo e utilizam mais recursos naturais na fabricação.– Preparar um molho de tomate caseiro, em vez de abrir uma lata, pode ser uma opção inteligente – exemplifica a nutricionista Viviane Vieira.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...