segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Importar maçãs orgânicas ou comprar maçãs regionalmente cultivadas?


Ele é um dilema bem conhecido para alguém que quer comprar de um modo ambientalmente correto, você procura uma maçã orgânica para fazer algo de bom para você e algo de bom também para o meio ambiente, então você nota que o país da origem da maçã é a Nova Zelândia. Isto não é direito com base em alterações climáticas, mas o que é mais importante: a pegada de carbono ou agricultura orgânica?
Sem dúvida o ideal é um produto fresco, uma maçã organicamente cultivada de um pomar regional. Na Alemanha isto é só disponível de Agosto a Novembro, para o resto do ano você tem de escolher entre o fruto resfriado ou importado. Instintivamente a maior parte das pessoas escolheria as maçãs alemãs resfriadas, por causa das alterações no clima. Mas agora é mesmo assim. Michael Bright, um pesquisador de frutas da universidade de Bonn, calculou o montante de gás do efeito estufa, que é produzido pelas maçãs da Nova Zelândia quando embarcadas para a Alemanha. Elas produzem um terço a mais de ga´s de efeito estufa do que as maçãs de pomares alemães depois de resfriá-los por um período de cinco meses.
A escolha deve ser feita com base em um bom clima para o cultivo e sazonal, a alface de Inverno produzida em estufas aquecidas não oferece nenhum benefício. Os amantes de alface deveriam, por isso, escolher outro tipo de salada. "Comprar regionalmente, organicamente e de acordo com a época é o ideal", Haberland da organização de meio ambiente BUND aconselha. Além do mais a diversidade orgânica do fruto local está crescendo. Em cada região muitas variedades estão crescendo e no mercado internacional só muito poucos estão disponíveis. O consumo regional apoiará a posição de emprego local também.

Tradução e Pesquisa:Mundo Orgânico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...