terça-feira, 8 de setembro de 2009

O poder da produção orgânica

A produção orgânica no estado do Paraná cresceu mais de 2.456 % nas ultimas 11 safras, passando de 4.365 nos anos de 96 e 97 para 107.230 toneladas entre 2006 e 2007. Na mesma medida cresceu o número de produtores orgânicos que em igual período passou de 450 para 5.300.
Está em franca expansão o potencial deste sistema produtivo, desenvolvido exclusivamente pela agricultura familiar, que tem nos grandes centros os principais mercados consumidores. É um crescimento pode ser alavancado ainda mais com o investimento na vocação regional. Só a Região Metropolitana de Curitiba concentra 20% da produção de hortaliças e o Estado tem potencial para expandir este modelo produtivo para as demais regiões.
No Paraná as principais culturas exploradas são a soja cujo volume total produzido foi de 7.592 toneladas, sendo quase sua totalidade exportada para a Europa, Ásia e Estados Unidos. O açúcar mascavo também é um produto orgânico de grande importância, sendo 50% exportado para a Europa. As hortaliças e frutas orgânicas ultrapassam a 23.500 toneladas, sendo estas para consumo interno. Outras culturas em destaque são o milho, o feijão, café, plantas medicinais, arroz, mandioca e trigo. Quanto a produção animal orgânica, ainda é muito pequena, porém já temos o leite orgânico, suínos e aves e está sendo desencadeado no Oeste do Paraná um projeto de piscicultura orgânica. O mel orgânico ultrapassou a 15.000 toneladas. Outro destaque é para a cachaça orgânica com produção de 6.633 litros na safra 2.004 /05, a qual está sendo exportada e com grande aceitação no exterior.
É fato que os produtos orgânicos têm um mercado coordenado e posicionado pelo surgimento de um novo perfil de consumidores com exigências de compra e a preocupação com a saúde e com a preservação do meio ambiente. O produto orgânico valoriza as iniciativas de rastreabilidade e certificação de produtos.
Segundo a Internacional Federation of Organic Agriculture and Movements (IFOAM) o segmento de orgânicos movimenta em negócios no mundo cerca de US$ 40 Bilhões por ano. O Brasil é o sexto produtor mundial, atrás da Austrália, China, Argentina, Itália e EUA. O mercado brasileiro responde por um movimento anual de cerca de US$ 250 milhões, ou seja 0,63% do volume mundial. Deste montante somente 20% corresponde a produto que sofre uma agregação de valor através da verticalização ou processamento agroindustrial, o restante é matéria prima ou produto “in natura”.
A produção nacional de orgânicos cresce e já demonstra ter atingido economia de mercado, principalmente produtos agroindustrializados e outros próximos a grandes centros consumidores no caso de produtos frescos principalmente hortaliças.
O Paraná tem força produtiva e todas as condições para liderar a expansão da produção de orgânicos no Brasil. Temos a agricultura organizada, tecnologia e força de trabalho para crescer ainda mais. O caminho para que sejamos ainda mais competitivos está no suporte à agricultura familiar, na diversificação da produção, na logística de distribuição e na abertura de novos mercados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...