terça-feira, 22 de setembro de 2009

Na itália,produtos orgânicos não se rendem a crise


A indústria orgânica italiana confirma estar em uma tendência contrária à situação geral da economia nacional, como revelou a pesquisa realizada pelo Centro de Pesquisas avançadas permanentes de consumo italiano. Uma porcentagem elevada de empreendedores deste setor são mulheres (25% do total), jovens (50% abaixo dos 50), têm um grau da instrução elevada (a metade dos produtores orgânicos italianos tem o segundo grau e 17% têm curso superior) e a propensão a novas tecnologias.
A larga disponibilidade de produtos orgânicos é notável também, nas aproximadamente 750 municipalidades italianas, as cantinas das escolas empregam o alimento orgânico para um total de um milhão de refeições por dia. O crescimento orgânico confirma prontamente os resultados de um exame conduzido pelo centro no consumo, que está sendo apresentado em detalhe na exposição de SANA na Bolonha e revela que a qualidade dos produtos está ligado cada vez mais a ética e à responsabilidade social.
De acordo com o diretor do Centro Giampaolo Fabris, 40% dos italianos está disposto pagar mais por um produto cuja produção respeite o meio ambiente. Além disso, 44% dos pesquisados afirmaram que durante o ano passado, a atenção aumentou sobre a sustentabilidade ambiental, porque os mais freqüentes compradores orgânicos são jovens com um de nível elevado da instrução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...