quinta-feira, 4 de junho de 2009

Orgânicos geram ocupação e renda em assentamentos do Rio Grande do Norte


Toda semana, chega à sede da Superintendência do Incra no Rio Rio Grande do Norte 30 cestas contendo hortaliças orgânicas e frutas para serem vendidas aos servidores da autarquia. São folhas de rúcula, alface, couve, coentro, cebolinha, hortelã, tomate-cereja, mamão, banana, entre outros produtos, oriundos dos assentamentos Bom Sucesso (Pedra Grande/RN) e do Canto da Ilha de Cima (São Miguel do Gostoso/RN), que tem gerando renda para as famílias daqueles assentamentos. A produção orgânica, desde o plantio até a comercialização, recebe orientação de técnicos da Cooperativa de Trabalho Multidisciplinar (Techne). Na última sexta-feira (29), a cooperativa organizou uma viagem aos dois assentamentos com o objetivo de apresentar de perto a produção e os produtores em seu local de trabalho aos servidores do Incra e demais consumidores. A primeira parada do grupo foi no assentamento Bom Sucesso, cerca de 130 km da capital potiguar.
Esse intercâmbio proporcionou a integração entre consumidor e produtor. "É importante conhecer a experiência deles, que estão começando agora. É uma forma de valorização e incentivo ao trabalho que eles fazem", disse o coordenador da Techne, Joaquim Pinheiro de Araújo. Em seguida, o grupo se dirigiu ao assentamento Canto da Ilha de Cima, onde foi recepcionado pelo agricultor Francisco Clemente Ferreira, conhecido como Tiquinho. No local, os participantes conversaram sobre a produção, as dificuldades e a importância da produção orgânica. Além das cestas vendidas em Natal, os assentados também comercializam as hortaliças e frutas em feiras da região. Uma delas é a Feira Livre de São Miguel do Gostoso, que conta, desde 2006, com um espaço padronizado, destinado às famílias assentadas.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...