sábado, 6 de junho de 2009

Conab incentiva produção ecológica no Estado


Os agricultores familiares da região de Irati, no interior do Paraná, estão dando um exemplo de consciência ecológica. Amparados pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), executado pela Conab, e em parceria com a Petrobrás no projeto “Águas em Movimento”, eles construíram fossas com bananeiras e biofossas em alvenaria para garantir o aproveitamento da água nas propriedades rurais. O projeto foi finalizado neste ano e já colhe os primeiros resultados, com o crescimento sustentável da produção que está sendo comercializada com a Conab. “Antes as famílias não se importavam com o lixo jogado nas propriedades. Havia muitos esgotos abertos e fossas no meio das hortas”, lembra Gelson Luiz de Paula, presidente da Associação dos Grupos de Agricultura Ecológica São Francisco de Assis.
“Depois da parceria com essas duas empresas, criamos biofossas que servem como filtro para separar o sólido do líquido, onde a água é drenada e filtrada, servindo para regar as hortaliças. Além disso, nas fossas com bananeiras, aproveitamos as folhas e o tronco para absorver a água”, explica. O projeto envolve 27 instituições localizadas nos municípios de Irati, Fernandes Pinheiro, Teixeira Soares, Inácio Martins e Rebouças, entre associações e centros educacionais. “Nos preocupamos com o meio ambiente e para isso contamos com a Conab, que oferece preços melhores aos nossos produtos, por serem agroecológicos”, comemora. De acordo com o superintendente regional da Conab no Paraná, Lafaete Jacomel, o PAA remunera esses produtos em até 30% a mais que os convencionais.
“Esta medida é importante para incentivarmos a sociobiodiversidade e conscientizar os agricultores sobre a questão ambiental”, ressalta. Atualmente, a Associação vende cerca de 80% da produção para a estatal Os agricultores cultivam feijão, tomate, mel e fabricam doce de leite, todos comercializados com o PAA, que destina os alimentos a instituições sociais, escolas e entidades que assistem pessoas em situação de insegurança alimentar. As fossas biológicas também trouxeram outras melhorias para os agricultores familiares paranaenses, pois garantiu a certificação das propriedades e a qualidade dos alimentos. “Para ser ecológico não basta evitar produtos químicos, é preciso cuidar de vários aspectos que envolvem a questão ambiental”, diz o presidente da Associação.


Fonte: CONAB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...