quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Mercado e Consumo de Alimentos Orgânicos no Mundo


percentual de vendas dos alimentos e bebidas orgânicas frente ao total de alimentos consumidos vem aumentando e já atinge uma média de 2% em diversos países:segundo o International Trade Center em janeiro de 2003 Na Europa esta relação pode chegar até 3 % em alguns países como a Dinamarca, Áustria e Suíça. A taxa anual de crescimento no consumo dos alimentos e bebidas orgânicas pode atingir um crescimento de até 15% ao ano, considerando o período de 2003 a 2005, a média nos países europeus é de 10 %. Em países como o Brasil este crescimento pode atingir 25% a 30%.
O mercado e consumo dos alimentos orgânicos, está crescendo no mundo inteiro. As taxas de crescimento dos países da União Européia durante os anos de 2000 e 2003 foram, em média, de 10 a 15 %. O mercado americano vem apresentando taxas de crescimento de 10 a 20%. (Willer e Yussefi, 2000). Houve um aumento de US$ 178 milhões em 1980 para US$ 6,4 bilhões em 1999. Em 2000, alcançou cerca de US$ 12 bilhões. Os EUA são exportadores para a Europa e Ásia, os principais produtos exportados são a soja, frutas frescas e secas, nozes , arroz e ingredientes alimentares. O Canadá importa dos EUA cerca de 85% de produtos consumidos, sendo a maioria alimentos processados e empacotados. Recentemente pesquisas constataram que 33 % dos consumidores americanos compram alimentos orgânicos regularmente. (Organic Monitor, 2003 citado em Yussefi e Willer, 2004).Outro exemplo de que o mercado esta em expansão são a Austrália e a Nova Zelandia, o mercado cresceu de EU 99,5 milhões em 2000 para EU 152 milhões em 2003.
A Austrália vem exportando para paises europeus como a Alemanha, Holanda e Reino Unido, os principais produtos são grãos, sementes, produtos hortícolas e bebidas como suco de frutas, vinho e leite de soja. A Nova Zelandia exporta 40% de toda a sua produção, 22% deste total vão para os EUA, 30% para a Asia e 39,3% para a Europa. (Yussefi e Willer, 2004)A Asia é o terceiro maior mercado no mundo, com crescimento anual de 15% representando um volume de US$ 3,5 bilhões atualmente. O Japão é grande importador de alimentos orgânicos como massas, cereais, café, vinho, cerveja, óleo, presunto, mel, vegetais congelados, nozes, frutas secas, frutas frescas, laranja, carne bovina e de aves, açúcar, pão, molhos, grãos e produtos a base de soja, além de salmão.

Evolução do mercado internacional de produtos orgânicos



A Produção Orgânica no Mundo e as Características de cada Continente


Quando analisada a produção orgânica por distribuição continental, verifica-se que Austrália e Oceania possuem a maior área cultivada com o menor número de unidades de produção, isto pode ser explicado pela grande área de pastagens em sistemas de pecuária orgânica.


A América Latina e a Europa possuem, juntas, 47.3 % da área cultivada e 68.5% das unidades de produção, representando uma grande expansão e um potencial de produção e mercado significativo. Considerando a América do Norte totaliza-se 53.2% de toda área e 70.8 % do número de unidades de produção. Quanto à Ásia e a África, juntas possuem apenas 5% da área cultivada e 28.7% das unidades, valores esses considerados distantes do potencial existente de produção.

Unidades de Produção e áreas Certificadas x Continente

A área média de produção expressa em hectares (há) por propriedade também apresenta uma grande variação entre os continentes. O tamanho da área média na África é de 6,0 hectares (há), por outro lado o tamanho na Oceania é de 4.444 hectares (há).
Os números de propriedades e o total de hectares (Ha) em sistemas orgânicos de produção representam em torno de 1,5 % do total de áreas em exploração agropecuária em todo o mundo. Este aumento da oferta de alimento orgânico no mundo estará repercutindo nos preços dos produtos e colaborando para uma maior estabilidade do mercado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...